domingo, 17 de março de 2013

Biomassa de Banana Verde - Vamos aprender com a Heloisa Freitas?



Olá,

Hoje quero deixar aqui no blog, na íntegra, o programa maravilhoso exibido na última sexta pela TV Canção Nova, onde tivemos a graça de receber a criadora da biomassa da banana verde, Heloísa de Freitas Valle.
É impossível assistir e não perceber a inspiração de divina no coração dessa mulher tão sensível à presença de Deus. E graças a essa inspiração, podemos ter acesso à biomassa e aos seus inúmeros benefícios.

Convido você após assistir aos dois blocos do programa, compartilhar em suas redes sociais, nos seus contatos de e-mail para que muitos possam conhecer tudo aquilo de bom que a banana verde pode nos oferecer.




































 SAIBA MAIS SOBRE A BIOMASSA:

A biomassa de banana verde foi uma descoberta fantástica de Heloísa de Freitas Valle, que em 1992 iniciou o cultivo de banana no Vale do Ribeira, no município de Eldorado, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo.

Num belo dia em meados de 1996 ao chegar à sua fazenda, percebeu que tinha sido roubada, toda despensa saqueada e não tinha alimentos para comer. Pediu aos empregados que fossem ao pomar e colhessem um cacho de banana verde. Elaborou uma sopa cozinhando a banana, depois separou casca e polpa, passou na peneira e despejou num caldo com ervas. Pronto, estava ali a sopa de banana verde, tomou-a e percebeu que muitas horas depois ainda não estava com fome.

Comentando o ocorrido com o seu amigo, o Prof. Márcio Poiani, PhD em Química da Universidade Federal de São Carlos, ele esclareceu-a que isso acontecia porque a banana verde era rica em AMIDO RESITENTE, nutriente importante que aumenta a saciedade e reduz a fome.
Neste momento Heloísa cria o Projeto Banana Verde, com foco no combate ao desperdício no campo, gerando trabalho, contribuindo para melhoria das condições nutricionais de populações menos favorecidas e agregando trabalho e renda aos pequenos produtores que não tem vez na comercialização da fruta. Começou então a criar diversas receitas com o ingrediente.

A Biomassa de Banana Verde colhida do pé, sem passar pela aclimatização, cozida e processada, se transforma num purê, de cor esverdeada.
Começou a criar receitas da mamadeira à alta gastronomia, pois como a biomassa não tem gosto, ela pode ser utilizada tanto para doce como para salgado.

Cultivada há 8 mil anos a banana representa grande parte da alimentação diária de mais de 500 milhões de pessoas no mundo, um extraordinário potencial nutritivo capaz de produzir muitos pratos saborosos a custos baixíssimos, no caso dos pratos, principalmente a fruta na forma de biomassa.

Desde pequeno, todo mundo come. E a grande maioria aprova. Da papinha para bebês aos sofisticados crepes flambados, passando pela alimentação do trabalhador e complementando a mistura do arroz com feijão, hábito nacional, ela está presente na mesa do brasileiro e das maiorias dos povos desde tempos imemoriais, constituindo a quarta cultura mais importante do planeta.

Identificada com as Américas, a banana tem, no entanto, suas raízes remotas fincadas na Ásia, mais especificamente na Índia. Conhecida na China desde a antiguidade espalhou-se para as ilhas do Pacífico e disseminaram por todo o continente.

* Heloísa de Freitas Valle nasceu em São Paulo em 1929, foi a primeira presidente de uma Cooperativa de Bananicultores no Vale do Ribeira, SP e Criadora do Projeto Banana Verde

2 comentários:

  1. gostaria de saber a forma correta de consumi-la. Se posso consumi-la em todas as refeições do dia ou se tem uma qtde máxima permitida. COmo o equivalente a um cubinho de gelo em cada refeição

    ResponderExcluir
  2. Como limpar a panela do tanino solto pela banana?

    ResponderExcluir