terça-feira, 1 de outubro de 2013

DIABETES : VOCÊ PODE TER E NÃO SABER !

Você sabe quanto é sua “glicemia de jejum”, isto é, quanto de glicose (açúcar) circula no seu sangue quando você acorda? Essa é a melhor maneira de saber se você tem ou poderá vir a desenvolver essa doença que assola hoje milhões de pessoas e faz parte do que se chama de “quarteto mortal” junto com obesidade, hipertensão arterial e doença cardiovascular.

Infelizmente, muitas pessoas só descobrem que eram diabéticas quando seus rins começam a entrar em falência que é uma das conseqüências do Diabetes não controlado. Sabia que X% dos casos em que os pacientes precisam fazer algum tipo de diálise (filtrar o sangue por uma máquina para tirar as impurezas) ocorre em conseqüência do Diabetes descompensado?

Mas não é “só” isso: disfunção erétil (impotência), infarto, derrame, gangrena (prejuízo da circulação periférica), cegueira e até amputação de membros são algumas das conseqüências dessa doença quando não controlada.

Como nutricionista, sempre incentivo a “prevenção”, isto em, procurar evitar que uma doença venha a se desenvolver, através de hábitos alimentares e estilo de vida saudáveis. Sabe-se que 20% é fator genético, aquilo que herdamos nos nossos pais, mas que 80% depende do meio ambiente onde entra nosso livre-arbítrio, as nossas escolhas.

Estima-se que cerca de 50% das pessoas que tem Diabetes desconhecem por pura falta de diagnóstico que se faz com uma simples gotinha de sangue que se obtém furando a ponta do seu dedo. O ideal é que o resultado esteja abaixo de 99. Mas se estiver acima, isso não significa que você é diabético.... ainda! Esse resultado mostra que precisamos começar a ficar atentos como nossa alimentação e hábitos de vida.

Uma das primeiras coisas que já nos ajuda nesse controle não é nem mesmo alimentação. É a atividade física que ajuda a colocar esse açúcar dentro no lugar certo sem precisar do famoso hormônio chamado INSULINA. E a atividade física não faz bem somente na hora que a praticamos. Ela continua seus benefícios por horas a fio, facilitando a entrada da glicose na célula.

Mas claro que alimentação também conta e por isso mesmo convido você a acompanhar o Programa Mais Saúde que realizo diariamente pela Radio CN AM todos os dias das 12h00 às 13h00, onde falo exaustivamente sobre hábitos e alimentação saudáveis. Você pode acompanhar através da internet (http://blog.cancaonova.com/america) ou se for de São Paulo, através da Radio América AM 1410. O programa é ao vivo, diário e você pode interagir fazendo perguntas.

Além do Programa Mais Saúde na radio, você também pode assistir pela TV CN, todas às sextas-feiras, das 13h00 às 13h30 ou depois acompanhar pelo blog: http://dragiselasavioli.blogspot.com.br (Clique aqui)

Além dos programas, escrevo artigos sobre saúde na Revista Canção Nova desde sua criação em janeiro de 2010 que os sócios colaboradores dessa obra maravilhosa recebem mensalmente (a propósito você recebe?).

Um dos alimentos que mais divulgo quando falo de Diabetes é a BATATA YACÓN, também conhecida como a batata do diabético. É uma essa raiz é riquíssima em água em sua composição e numa fibra solúvel chamada INULINA que evita picos de açúcar no sangue, muito comum quando consumimos outros tipos de batatas.

Apresenta sabor adocicado, com textura parecida com a da pêra madura e deve ser comida preferencialmente crua, descascada e cortada em cubos ou ralada para acompanhar uma salada, por exemplo. Mas você pode fazer um suco dela e tomar o equivalente a 100g antes do almoço e do jantar.

Apesar de incentivar seu consumo na forma crua, você pode também comê-la  levemente crocante na receita que leva o nome de Batata Yacón Sauté (salteada na frigideira), que esta no livro ESCOLHAS E IMPACTOS GASTRONOMIA FUNCIONAL (4a. Ed. Loyola - pag 206) que escrevi em parceria com o Chef Renato Caleffi.















PARA ADQUIRIR O LIVRO CLIQUE AQUI

O passo a passo dessa receita apresentamos no Programa Mais Saúde pela TV CN que pode ser assistido pelo blog acima. Bom apetite!



6 comentários:

  1. Boa noite Dra. Gisela amo ver a senhora falando na tv explicando tudo, mas ainda tenho dúvidas sobre a hipoglicemia sem ter diabetes, gostaria de ver uma matéria mais detalhada sobre o assunto e tratamento.
    Obrigada Deus a abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia minha pergunta é se uma pessoa saudável pode desenvolver o diabetes se consumir muitos doces ou isto não tem nada a ver.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Quantas vezes ao dia se deve comer a biomassa? A canela não baixou minhas taxas.

      Excluir
  4. Minha alimentação já é saudavél, comecei a ter em 2010 a taxa de 109 ou 119 de glicose. Hoje é de 200. Vou comprar esta batata e usar a biomassa, também preciso comprar o medidor de glicose. Tomo metiformina de 850.

    ResponderExcluir